Ronda das Calendas Gregas…

… E as lições que isso nos trás, a nós, as mais que prováveis vítimas que se segue.

Os termos de um negócio impossível (Germany’s Carthaginian terms for Greece)

Mesmo face à evidência do falhanço das políticas de austeridade na Grécia, a posição da Alemanha mantém-se inalterada. A conclusão possível é que a Alemanha quer que a Grécia falhe e saia do Euro quebrada. E que isso sirva de lição a todos os outros. É um exercício de poder maquiavélico, sem piedade e injusto.

If you think, as I do, that Greece did indeed commit a host of sins but is also the first of several victims of a mad ideological experiment that shackled together economies with different growth rates, wage bargaining systems, productivity patterns, sensitivity to interest rates, and inflation proclivities – without fiscal transfers or sufficient labour mobility to cushion the effects – and that this disaster was compounded by Germany’s (beggar-thy-EMU-neighbour?) wage squeeze, and compounded yet further by sharp monetary and fiscal contraction at the wrong moment in the states most at risk, then you will expect the crisis to grind on whatever happens in Greece.

Fonte/Link The Telegraph (de Ambrose Evans-Pritchard, um dos melhores autores nos mass-media a escrever sobre a crise)

A Alemanha brinca com a Grécia (Germany Speaks: Not So Fast On The Greek “Deal”)

Pois é, a tribos germânicas fazem o que querem e agora parece que a questão é deixar a Grécia afundar sem que a Alemanha seja assim tão culpada.

Fonte/Link Zero Hedge

A dimensão de classe na austeridade grega (Marshall Auerback: Greece and the Rape by the Rentiers)

O autor explica como o mais recente bail-out grego, em negociação, não vai resultar.

Perhaps that’s the idea. Make the deal so miserable for the Greek people that the Spanish, Portuguese, Irish and Italians don’t even begin to think of trying to get a similar haircut on their debt. (…) We’re one step closer to ensuring that the birthplace of democracy becomes a form of national indentured servitude. That is of course, unless Greece regains some modicum of self-respect and tells the Troika to take a hike and leaves the euro zone.

Fonte/Link Naked Capitalism

Rumores: Força policial militarizada Europeia (sob o controlo da Comissão Europeia) pode estar já a operar na Grécia para controlar a população (Foreign riot police may now be operating in Greece)

Isto é verdadeiramente incrível. Se esta história se vier a confirmar, então está claro que vivemos sob um regime repressivo, que protege a elite internacional de banqueiros, corporações e eurocratas. Tropas estrangeiras, que não falam a língua local, a atacar o povo. Qual é a diferença entre isto e os mercenários contratados por Qaddafi para massacrar os líbios?

What exactly is the difference between Eurogendfor and any other mercenary force?  The Greek government could ‘invite’ any private army in. No matter how you view the status of Eurogendfor, the reality is the Greek people did not vote in favour of joining it and certainly were not asked if they wanted foreign quasi military forces to be able to operate in Greece.  If this story turns out to be true then it would mean that the greek government like all governments through history that have lost all legitimacy with its own people, eventually seek military support from outside forces with which to supress its own people. Once you view it like that the word tyranny eventually enters in. And that word  has extremely serious consequences.

Fonte/Link Golem XIV

Should Greece Pull Out of the Euro?

Análise por Costas Lapavitsas, economista grego que se tem distinguido pela sua luta contra a austeridade.

Fonte/Link Real News Network

O Milagre do Pão para Banqueiros

O BCE começou a criar dinheiro a partir do nada (a escrever números em contas bancárias) para dar aos queridos bancos a custo practicamente zero, enquanto exige, em conjunto com a UE e o FMI, sacrifícios ridículos aos povos grego, português e irlandês. Parece que criar dinheiro de brincar não é problema desde que seja para dar àqueles que jogaram nos mercados de especulações e derivativos e perderam biliões. E pelo caminho levaram boas partes da economia mundial para a cloaca. Mas se é preciso ajudar os assalariados, isso é que não! Isso era incentivar a preguiça e desvirtuar o mérito daqueles que merecem estar bem na vida! O Estado pagar os custos de saúde a uma criança ou reformado, isso é um custo insuportável! Acerca disto, vejam também que o Banco Central Japonês acabou também de anunciar mais um programa de liquidez (ou seja, imprimir dinheiro), que se junta ao do BCE, ao do FED americano e ao do Banco de Inglaterra.

Fonte/Link Zero Hedge

As falácias do pensamento económico (On The Failure Of Inflation Targeting, The Hubris Of Central Planning, The “Lost Pilot” Effect, And Economist Idiocy)

Este artigo tenta indicar algumas das falácias que estão na base dos modelos de planeamento económico desenvolvidos no século XX e que o autor considera fundamentalmente errados. Um deles é o controlo de inflação (o mantra da Alemanha e do Banco Central Europeu) através das taxas de juro. Este tipo de políticas criaram, segundo o autor, as bolhas de crédito e investimento que estão por trás da crise de 1929 e da actual tempestade. Agora veja-se a Alemanha e o BCE continuando a insistir no controlo de inflação e em taxas de juro artificialmente baixas. A situação só pode piorar, como tem piorado para a Grécia. E perguntam-se vocês qual é o interesse de manter a inflação em baixo através de taxas de juro baixas? Simples, neste cenário, as dívidas que as instituições financeiras inglesas, francesas e alemãs não perdem valor. É que havendo inflação na zona euro, o dinheiro perde valor e que tem muito dinheiro perde parte do valor do investimento. Por outro lado, a manutenção das taxas de juro facilita a circulação de dinheiro e a explosão do crédito, o que é precisamente um dos problemas com a zona euro. Agora a isto, junte-se ainda os programas de liquidez do BCE (ver link em cima). Cheira bem, cheira a desastre!

It’s is probably a bigger shame that the general public continues to refuse to call them out for their endless barrage of lies. Because the time has come to unmask the emperor as not only being naked, but being full of, well, shit.

Fonte/Link Zero Hedge
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: